14 de jun de 2010

Iluminada


Quando você me acendeu
Fiquei toda arrepiada
Vi claridade no breu
Minha alma iluminada
Senti uma febre danada
Perdi minha hora marcada
Abri minha porta fechada
E o meu corpo tremeu
Eu estava apaixonada, meu Deus

Quando você me entendeu
Eu não entendia nada
Minha vida renasceu
E amei estar sendo amada
Senti uma febre danada
Perdi minha hora marcada
Abri minha porta fechada
E o amor se rendeu
Quero ser sua namorada, meu Deus

Seja lá quem te mandou
Meu amor te recebeu
E hoje o céu de sua estrela
Menino, sou eu
Menino, sou eu

Seja lá quem te mandou
Meu amor te recebeu
E hoje o céu de sua estrela
menino, sou eu
Menino, sou eu

ILUMINADA- Maria Bethânia
composição - Roberto Mendes, Jorge Portugal

12 de jun de 2010

Águas

Ainda vou pegar o caminho das águas.
Navegar por rotas desconhecidas à procura de descobertas.
Ao sabor do vento velejar,
singrar por mares nunca dantes explorados.
Lançar âncoras em praias do sul,
curtir o céu azul.
Quando eu for, vou sem deixar saudades,
lamentos ou planos.
Vou e junto levo tudo que fiz.
Não deixarei marcas além das espumas na água.
Peço perdão aos amigos por minha ausência, estou voltando. Foi por motivo justo.
Foto: São Lourenço do Sul

clique