26 de ago de 2010

Rural

As vezes eu me sinto assim, mais para o campo que para o mar.
Sinto  necessidade de parar à beira da estrada e respirar um pouco de ar.
Mesmo que não tenha sol, mesmo que seja apenas quinta-feira, que ainda vai chegar sexta-feira para então parar de correr. Eu paro um pouco e observo. Como pode ser tão tranquilo assim?  Eu gostaria de ser rural também, para não sentir o tempo passar. Deixar a natureza dominar minhas decisões e poder atravessar a estrada sem olhar para os lados nem para traz.

foto: Corrientes, às margens da BR-116 - clique para ampliar

11 de ago de 2010

Pitanga

Quase escondida na fresta,
a última sobre à mesa que o vento não levou.

clique