24 de jan de 2015

Torre da solidão


capitel coríntio - folha de acanto

Rua Lobo da Costa, 1 422-Pelotas-RS
Quando a gente está só,
Aperta melancolia no peito.
Volta e meia se pega a dor no coração.
Impotente,
Inseguro,
Inútil!

Penso como ainda estivesse livre desses sintomas.
Mas aí encontro essas molduras de arte,
Espalhadas por minha cidade,
Sem ninguém a observar!
Fico deprimido num sábado à tarde
Como se estivesse preso,
Na Torre da Solidão.

1 comentários:

Lúcia Novaes disse...

Te liberta amigo! Sai da Torre! A vida te espera linda, leve e solta! Beijos!

clique