16 de ago de 2016

Como é bom ouvir, "eu te amo"

Não queria, ou achava que havia acabado minha veia poética... Prometi  pra mim mesmo não escrever mais nada! Era mentira.

Como fugir da poesia?
Se ela faz parte de nosso dia?
Se ela faz parte daquela velha cortina
Que não queremos abrir.
Que não queremos ouvir!

Silenciar as vozes, silenciar os rumores
De que não vivemos amores.

Vivemos sim!!! A flor da pele!
Com vida e fogosa
Amantes amorosa!
Eu só queria ouvir "te amo"
E hoje ouvi!
Merecemos mais do que desejamos?
Com certeza não!
Te respondo, amo-te de coração.

clique